sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

"Quando amo
Eu devoro todo o meu coração
Eu odeio, eu adoro
Numa mesma oração."

{Chico Buarque}

domingo, 4 de dezembro de 2011

;´(

"E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. (...) E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda."
{c.f.a.}

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

;)

‎"Eu sou romântica, intensa, quero ver você hoje e amanhã e depois de amanhã. Se gosto de alguém, eu gosto bastante e para sempre e sem fim. Apenas porque é uma delícia gostar. Gostar é sempre muito mais gostoso que fazer aquele sem-fim de joguinhos medrosos." {t.b.}


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Life.

...mas o impulso para amar, para encontrar e conhecer e mergulhar no outro, é o que nos traz para perto da vida." {c.f.a.}

domingo, 13 de novembro de 2011

oint.

Hug. *-*


Eu afundo meu rosto na sua nuca enquanto você me abraça, fecho os olhos e acendo meus sentidos. Minhas mãos se perdem no contorno das suas costas e seu cheiro vai tomando conta de mim a cada respirar. É aí que o mundo, magicamente, se torna perfeito. As preocupações diárias se dissolvem da minha mente que está muito ocupada vibrando carinho e entrega e contentamento e luz.
Esses momentos, dos seus abraços, são os mais intensamente vividos que já tive. Meu mundo pára, nada mais importa e só o que existe somos eu, você e nosso abraço. Só. E eu queria ter o poder de parar o tempo e ser feliz pra sempre, assim, com você bem perto de mim.
Então, meu bem, da próxima vez que meu corpo se enroscar no seu, tentando provar pra física que dois corpos podem, sim, ocupar o mesmo espaço ou pelo menos sincronizar os corações no infinito desse instante; não se apresse em soltar os seus braços e me devolver pra realidade. Fica. Fica pra sempre.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

.

Não se concentre tanto nas minhas variações de humor, apenas insista em mim. Se eu calar, me encha de palavras, me faça querer dizer outra e outra vez sobre você, sobre nós, e todo esse amor.
{c.f.a.}




Sabe quando mulher diz que não é nada? É tudo!
{t.b.}

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

E você?

Fiz de você meu primeiro. (...) Abri a mente, fiz preces, fantasiei um mundo. Amei teu corpo, teu jeito, teu cheiro, tua sombra, abri meu peito, acreditei na gente. Desconfiei muito, mas confiei demais. E você, amor? O quê?
{t.b.}

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

.

Pedi ao meu cérebro que parasse de pensar tanto e só me ajudasse a ser mais feliz e ele me disse que tava justamente pensando nisso."
Tati Bernardi

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Faith.

Apertava a cruz de seu pingente contra o peito e pensava forte:
'Você já morreu por amor, não permita que aconteça o mesmo comigo' ♥

{t.b. - adaptado}


"Eu estou apaixonado, me diga o que fazer, me diga aonde ir (...)
preciso de ti Senhor."



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

-_-

Estou apostando minhas fichas em você e saiba que eu não sou de fazer isso. (...) E estou aproveitando pra tentar levar algo adiante. Relacionamentos que não saem da primeira página já me esgotaram, decorei o prólogo e estou pronta pro primeiro capítulo.
{v.h.}

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

E te espero. E te curto todos os dias. E te gosto. Muito."
{c.f.a.}

domingo, 16 de outubro de 2011

Eu. :)

Ah, quer saber o que eu penso? Você agüentaria conhecer minha verdade? Pois tome. Prove. Sinta. Eu tenho preguiça de quem não comete erros. Tenho profundo sono de quem prefere o morno. Eu gosto do risco. Dos que arriscam. Tenho admiração nata por quem segue o coração. Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser. Coragem boa de se mostrar. Dar a cara a tapa! Ser louca, estranha, linda, chata! Eu sou assim. Tenho um milhão de defeitos. Sou volúvel. Tenho uma tpm horrivel. Sou viciada em gente. Adoro ficar sozinha. Mas eu vivo para sentir. Por isso, eu te peço. Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio.Vire meu mundo do avesso!. Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir... Um beliscãozinho que for, me dê. Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo. Este é o meu alimento: palavras para uma alma com fome. Te pergunto: você agüentaria viver na montanha-russa que é meu coração? Me desculpe. Nada é pouco quando o mundo é meu.

{fernanda mello}

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Amargo.


Eu sei, é um doce te amar
O amargo é querer-te pra mim"


{Los Hermanos}

domingo, 25 de setembro de 2011

I know.

I'm sittin' here tryin' to convince myself
that you're not the one for me
But the more I think, the less I believe it
and the more I want you here with me (...)
Well I didn't mean for this to go as far as it did
And I didn't mean to get so close and share what we did
And I didn't mean to fall in love, but I did
And
you didn't mean to love me back, but I know you did (...)
I know it's not the smartest thing to do
we just can't seem to get it right" ♪ ______ u_u

sábado, 17 de setembro de 2011

God.

Na fé, eu sou capaz de me dizer, com amorosa humildade, que grande parte das vezes eu não sei o que é melhor pra mim. Eu não sei, mas Deus sabe. Eu não sei, mas minha alma sabe. Então, faço o que me cabe e entrego, mesmo quando, por força do hábito, eu ainda dê uma piscadinha pra Deus e lhe diga: Tomara que as nossas vontades coincidam.
(Caio Fernando Abreu)

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Inspiração.

"Faz um bom tempo que a vontade de escrever e de poetizar se resume a você.
Eu sinto, vejo e percebo as coisas simples e lindas que a vida tem, mas nada me inspira mais do que sua voz, do que pensar em você e te sentir dentro de mim. (...)
Te amar me faz assim: Mais feliz, mais bonita, mais viva.
Te carrego no meu olhar, amor.
Respiro você todos os dias."
{c.f.a.}

domingo, 11 de setembro de 2011

Parei; por enquanto.

- E aí, como vai seu amor?
- Morreu faz um tempinho por falta de recíproca.
- Mentira? Quer uma dose de ilusão pra ele renascer?
- Não, não. Tô ótima com a realidade. Esses sonhos românticos deixam a gente meio boba. Parei.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Sinônimo.

E até quando eu estiver bem velhinha vou lembrar do seu carinho, da delícia que é estar dentro de um abraço seu e de todas as vezes que você me fez sorrir. Vou lembrar da pessoa doce-forte que você era, da paz que me trazia a sua presença, das suas caras e bocas tão únicas, do quanto você me fazia sentir especial.
As pessoas aparecem na nossa vida e fazem parte da nossa história por algum motivo. Você veio para me virar do avesso, segurar meu rosto e me ensinar a ser esperta. E eu aceito ser sua enquanto ainda houver o que aprender, enquanto eu apuro a força que será necessessária pra te deixar ir.
Sigo finjindo que não sinto falta de sentimento quando você me olha, que não percebo o quanto você se esforça pra não me machucar; pra me dar essas doses de carinho que eu preciso pra funcionar; pra manter acesas as minhas ilusões, tão lindas que prefiro acreditá-las pra enfeitar a vida.
O peito rasgado, os hematomas na alma e meu sorriso tímido repetindo que tudo bem; meu ar distante demonstrando que tudo é leve. A calmaria que abafa o grito de socorro.
Sinto que falta em nós o toque da graça; sentir que seu coração pula e você esquece de respirar no segundo quando me vê. Ser lembrada antes de o seu sono chegar e tomar seus primeiros pensamentos da manhã. Eu quero risadas longas, carinhos sinceros, beijos suaves e desejos arrebatadores. Quero, acima de tudo, uma segurança que me acalme. Poder ser só sua sem ferir meu orgulho com a falta de recíproca. E parar de preencher sua ausência com todo tipo de diversão vazia. Eu quero tanto e talvez muito mais do que você possa me dar agora. E eu entendo, eu espero... Se for para ser, acontece. Se não, Deus sabe o que faz. Talvez você só precisasse existir em mim para que eu pudesse crescer, afinal.
Talvez chegue o dia em que eu me torne tão mulher, que te olhe sem me abalar por sequer um instante. E nesse dia, quem sabe, esse sentimento tão confuso e tão bonito se torne apenas uma grata amizade; calma e simples. Sem essas complexidades que tem o amor.
Mas por enquanto, hoje, agora; o mais próximo que tenho do amor é você. E eu queria que você e o amor ficassem assim, sinônimos, pra sempre. E sempre, sempre, sempre....

terça-feira, 6 de setembro de 2011

"E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz."
{t.b.}

ponto.

"Às vezes você é tão bobo, e me faz sentir tão boba, que eu tenho pena de como o mundo era bobo antes da gente se conhecer. Eu queria assinar um contrato com Deus: se eu nunca mais olhar para homem nenhum no mundo, será que ele deixa você ficar comigo pra sempre?(...)
E quando já não sei mais o que sentir por você, eu respiro fundo perto da sua nuca, e começo a querer coisas que eu nem sabia que existiam. (...)
Eu olhei para você com aquela sua jaqueta que te deixa com tanta cara de homem e
me senti tão ao lado de um homem, que eu tive vontade de ser a melhor mulher do mundo. E eu tive vontade de fazer ginástica, ler, ouvir todas as músicas legais do mundo, aprender a cozinhar, arrumar seu quarto, escrever um livro, ser mãe. E eu não tenho mais fome, e eu tenho que ter fome porque eu não quero você namorando uma magrela. E eu sonhei com você e acordei com você, e eu te olhei e falei que eu estava muito magrela, e você me mandou dormir mais, e me abraçou. (...) Eu, que sempre quis desfilar com a minha alegria para provar ao mundo que eu era feliz, só quero me esconder de tudo ao seu lado. (...), eu espremi a água escura do meu coração e ele se inchou de ar limpo, como uma esponja. Uma esponja rosa porque você me transformou numa menina cor-de-rosa. Você me transformou no eufemismo de mim mesma, me fez sentir a menina com uma flor daquele poema, suavizou meu soco, amoleceu minha marcha e transformou minha dureza em dança. Você quebrou minhas pernas, me fez comprar um vestido cheio de rendas e babados, tirou as pedras da minha mão. Você diz que me quer com todas as minhas vírgulas, eu te quero como meu ponto final."
{t.b.}

sábado, 3 de setembro de 2011

Permita-se.

Gostar aos poucos, gostar analisando, gostar duas vezes por semana (...) Cansei de gente que gosta como pensa que é certo gostar. Gostar é essa besta desenfreada mesmo. E não tem pensar. E arrepia o corpo inteiro, mas você não sabe se é defesa para recuar ou atacar. E eu gosto de você porque gostar não faz sentido.
Permita-se. (...)
Eu não faço a menor idéia de como esperar você me querer. porque se eu esperar, talvez eu não te queira mais. (...)
Se você puder sofrer comigo a loucura que é estar vivo. Se você puder passar a noite em claro comigo de tanta vontade de viver esse dia sem esperar o outro, se você puder esquecer a camisa de força e me enrroscar no seu corpo para que duas forças loucas tragam algum aquilibrio. Se você puder ser alguém de quem se espera algo, afinal, é uma grande mentira viver sozinho, permita-se."
{t.b.}

sábado, 27 de agosto de 2011

Ai, ai...

"O cafajeste do bem. Eis a pior raça que existe."
{t.b.}

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

(:

‎"Eu, do fundo do meu coração, tenho um orgulho absurdo de ser quem eu sou. Não vou dizer que é fácil, e que nunca deu vontade de desistir, mas vale muito mais a pena continuar." {t.b.}

terça-feira, 23 de agosto de 2011

.

Gosto dessa definição: Abraço é o encontro de dois corações.

Cazuza

Teria sido lindo.

"...Se não era amor, era da mesma família. Pois sobrou o que sobra dos corações abandonados. A carência. A saudade. A mágoa. Um quase desespero, uma espécie de avião em queda que a gente sabe que vai se estabilizar (...)
Eu sei, não precisa me dizer outra vez. Era uma diversão, uma paixonite, um jogo entre adultos. Talvez este seja o ponto. Talvez eu não seja adulta o suficiente para brincar tão longe do meu pátio, do meu quarto, das minhas bonecas. Onde é que eu estava com a cabeça, de acreditar em contos de fada, de achar que a gente muda o que sente, e que bastaria apertar um botão que as luzes apagariam e eu voltaria a minha vida satisfatória,sem seqüelas, sem registro de ocorrência? Eu não amei aquele cara. Eu tenho certeza que não. Eu amei a mim mesma naquela verdade inventada.
Não era amor, era uma sorte. Não era amor, era uma travessura. Não era amor, eram dois travesseiros. Não era amor, eram dois celulares desligados. Não era amor, era de tarde. Não era amor, era inverno. Não era amor, era sem medo. Não era amor, era melhor.”
{Martha M.}

Não era, mas poderia ter sido. ♥

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Vamos?

"Vou te pedir que fique.
Mesmo que o futuro seja de incertezas,
mesmo que não haja nada duradouro prescrito pra gente. (...)
É um risco. Eu pulo, se você me der a mão." {c.f.a.}

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Amor é pra sempre.

– Só sei que nós nos amamos muito…
– Porque você está usando o verbo no presente? Você ainda me ama?
– Não, eu falei no passado!
– Curioso né? É a mesma conjugação.
– Que língua doida! Quer dizer que NÓS estamos condenados a amar para sempre?
(…)
– E não é o que acontece? Digo, nosso amor nunca acaba, o que acaba são as relações…
– Pensar assim me assusta.
– Por que? Você acha isso ruim?
– É que nessas coisas de amor eu sempre dôo demais…
– Você usou o verbo ‘doer’ ou ‘doar’?
(Pausa)
– Pois é, também dá no mesmo…
Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

ainda não sei.

‎"Eu te amo. Mesmo negando. Mesmo deixando você ir. Mesmo não te pedindo pra ficar. Mesmo não olhando mais nos teus olhos. Mesmo não ouvindo a tua voz. Mesmo não fazendo mais parte dos teus dias. Mesmo estando longe, eu te amo. E amo mesmo. Mesmo não sabendo amar." (CFA)

sábado, 13 de agosto de 2011

Você, por mim.

Descobri em você um tipo raro de pessoa. Daquelas que é por fora o espelho de seu interior, que trazem explícito no rosto e no corpo a beleza que possuem por dentro.
E você é lindo, desde o formato da boca até às expressões fortes do olhar. E tem um jeito único de sorrir e de arcar as sobrancelhas e de falar doce, carinhoso quando menos se espera e ter pequenas explosões quando tão pouco se espera também.
Mas esses seus detalhes eu só descobri com o tempo. Demorou, porque eu tenho, e você sabe, a mania de tentar entender e racionalizar tudo, tentando adivinhar o que se passa dentro das pessoas. Além das aparências. E, você sabe também, que quase nunca consigo descobrir suas verdadeiras intenções, porque eu confio e me engano fácil. Tenho uma ingenuidade que vive me traindo e trazendo decepções que poderiam ter sido evitadas com um pouco mais de esperteza de minha parte.
Demorou também porque você não é o tipo de cara que me atrai fisicamente. Mas eu esqueci que esse tipo de cara que eu idealizo perde pro cara que me deseja e faz sentir especial. E minhas defesas abertas, certas de que não havia perigo algum, foram facilmente transpassadas pelo seu envolvimento. E no fim, você acabou mudando o perfil que me atrai, o que de certa forma foi uma evolução forçada, mas ótima.
Demorou, mas foi convivendo com você que aprendi que os fortes por fora podem ser delicados por dentro. Até sensíveis, e pessoas boníssimas. Mas essa sua força, eu sei, é reflexo de uma personalidade também fortíssima. Que vem acompanhada de uma teimosia quase irritante, que te faz estar sempre certo e ai de quem disso discordar.
E quando eu te olho de longe, demorado, você me olha de volta e sorri tão carinhoso. E eu quase acredito que você gosta mesmo de mim, que se importa e me quer por perto também. E me esqueço que você nunca me deu esse olhar demorado, admirando... E esqueço que não leva a nada romantizar cada gesto de um homem, sabendo que na verdade não passam de gestos automáticos que na maioria dos casos não tem significado algum. E que adorar assim seus movimentos e esperar tanto de quem não pode oferecer recíproca e se ferir gratuitamente, é burrice. E quem disse que nosso coração é inteligente, né? E deve ser o meu cérebro brigando o tempo todo com o meu coração que me fazem parecer tão maluca, como você tanto diz que sou.
E você está sempre cheiroso, e arrumado, e educado. E tem todas as mulheres do mundo pra escolher. E eu me pergunto o porquê. Porque justo eu? Tantas meninas mais leves, sorridentes e menos complicadas, esperando por relacionamentos descompromissados e que achariam uma excelente ideia se divertir ocasionalmente com você. Mas não, tinha de ser eu. E apesar de minha necessidade de carinho, e falta de experiência, e bobice inerentes, alguma coisa te fez me olhar diferente desde o primeiro dia que nos vimos.
Quando nos conhecemos mas ainda não nos falávamos eu percebia seu olhar em mim em várias ocasiões e me perguntava: o que esse Homem, assim com 'h' maiúsculo mesmo, vê em uma menina como eu? Eu sei que você um dia me disse isso, e eu falei não ter percebido. Puro charme, mania de manter meu mistério.
E eu pareço tão frágil perto de você, como se o seu abraço pudesse me quebrar no meio. Mas eu adoro isso, porque me faz sentir tão protegida.
E eu acho nossas personalidades muito complementares. Acho também que você gostaria muito de mim, se me permitisse mostrar. Porque eu estou sempre me esforçando para não me envolver e manter as coisas como estão: leves e descompromissadas. E é um esforço admirável da minha parte, porque exige uma força e frieza tremendas. Como se eu camuflasse e diminuísse meus sentimentos, só pra você não se assustar e sair correndo e desaparecer.
Quando eu penso que tudo bem, agora ele cansou de mim, e vai voltar pras meninas leves e descompromissadas, lá me aparece você de novo, me fazendo carinho, me fazendo sentir especial outra vez. E depois você e eu agimos como se nada tivesse acontecido, como se não acontecesse o tempo todo. E eu fingindo que te gosto um pouco e ás vezes, como se não gostasse muito e o tempo todo. E olha que no início eu te quis por uma distração, como se eu não soubesse o quão fácil me envolvo com as pessoas. Mas eu não esperava que você fosse ser tão especial.
E agora? Agora eu não sei o que pensar mais.
Porque um dia desses eu senti de perto a sua respiração e me peguei amando o seu cheiro. E peguei você também com ciúmes bobos. E fiquei tão feliz, tão sem motivo.
E depois você sumiu, como sempre, e foi sair com uma amiga sua que é, provavelmente, leve, menos complicada e mais 'fácil' que eu.
E eu passei o dia lendo, comendo Nutella, e dizendo pra mim que chega. Você é lindo, interessante, boa pessoa... mas chega. Ah, você adora gatos também e me ouve com tanta preocupação e me trata com tanto carinho, mas chega mesmo assim. Chega, chega, chega.
E eu estou me sentindo uma idiota de estar escrevendo um texto tão longo pra você. E espero que você nunca leia isso, sob o risco de te assustar e perder pra sempre. Mas eu tive de desabafar o que já não cabia dentro de mim.
Agora que eu esvaziei você daqui de dentro, quem sabe eu não consigo ser leve, descompromissada e fácil como qualquer das meninas que te ajudam a passar o tempo ocioso, né?
Mas esquece isso, eu nunca gostei mesmo de você. E você nem é mesmo o meu tipo. E eu nem ligo de você nem ligar pra mim. E você nem é tão bom assim.
E eu aposto que existem caras tão carinhosos e com o bumbum tão perfeito quanto o seu aos montes por aí. Só espero que eles sejam espertos o suficiente pra não me deixar ir embora, como você fez.
Mas eu vou continuar gostando muito de você, sem me apaixonar, do jeitinho que você me ensinou a fazer. :
)

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

É, menino...

"Mas, talvez, eu precise dos seus braços fortes. Das suas mãos quentes. Do seu colo pra eu me deitar. Do seu conselho quando meu lado menina não souber o que fazer do meu futuro. Eu não vou te pedir nada. Não vou te cobrar aquilo que você não pode me dar. Mas uma coisa, eu exijo.Quando estiver comigo, seja todo você. Corpo e alma. Às vezes, mais alma. Às vezes, mais corpo. Mas, por favor, não me apareça pela metade.Não me venha com falsas promessas."
{c.f.a.}

o tempo todo.

‎"Eu tenho um milhão de motivos pra fugir de pensar em você, mas em todos esses lugares você vai comigo. Você segura na minha mão na hora de atravessar a rua, você me olha triste quando eu olho para o celular pela milésima vez, você sente orgulho de mim quando eu solto uma gargalhada e você vira o rosto se algum homem vem falar comigo. Você prefere não ver, mas eu vejo você o tempo todo."
{t.b.}

sábado, 6 de agosto de 2011

Cansada.

"Ando meio fatigado de procuras inúteis e sedes afetivas insaciáveis..."
{c.f.a.}

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

I believe in dreams. (:

"Vou nomeando meus sonhos um por um. Colocando metas, fazendo projetos, com os dedos cruzados e minhas melhores vibrações. Claro que eu me frustro, faz parte da vida. Mas meu chão eu fiz de mola. Posso cair todos os dias, mas o resultado da minha queda é o impulso."
(Fernanda Gaona)

-_-

- Alô?
- Oi, não fala nada, só escuta. Sim, tenho plena consciência de que são 2:32 da manhã, ou melhor da madrugada, e que você odeia que te acordem. Sei também que você tá com o coração acelerado porque como sempre, o toque do seu celular é estridente. Mas olha, estou fazendo tudo isso por um bom motivo. Lembra da minha amiga, a Gabriela? Então, ela me apresentou um cara tão lindo, tão inteligente, alto, másculo, e que usa meias referente aos pares. Ele tem dois cachorros dóceis, e mora em um apartamento no centro de São Paulo que é ma-ra-vi-lho-so. Mas antes que você pense que eu liguei pra fazer ciúmes, eu liguei porque eu vim aqui pra sacada fumar, e comecei a chorar. Tava passando ”P.S: eu te amo” na tv por assinatura, e sabe, eu lembrei de quando deitei no sofá com você, e reparei que você usava uma meia de cada par. Você chorou igual criança assistindo, até que aquelas suas duas cachorras monstras resolveram brigar por causa daquele bichinho de pelúcia verde, que você apelidou de melequinha. Olha só, que coisa estúpida, eu fumando. Fumando porque quero parecer mais cool e mais descolada, mas estou chorando porque lembrei que o melequinha era tão engraçadinho. Tá vendo? Eu sou uma burra. Mas você, você também é. Burro por me deixar ir embora, burro por não lutar por mim. Te juro que só mais um pedido para que eu ficasse, eu ficava, e ficava pra sempre! Mas você, como sempre, disse que eu já era grande demais pra decidir o que fazer da vida. Mas vida, que vida? Vida sem você? Não existe. O cheiro desse cara que a Gabi me apresentou é de perfume importado, você sabe o quando sou tarada por perfumes. Mas eu largaria esse cheiro de Paris ou de banco de couro de carro novo, não importa, pelo seu cheiro de cebolas, após uma tentativa frustrada de um jantar romântico. Tô chorando mais ainda. Por que você não me pega no colo, diz a ele que sou sua, e me leva pra sua casinha, meu indie, hippie, sei lá, que tem cheiro de lavanda, hein? Hein? Já se passaram 6 meses, vi suas atualizações nas redes sociais.
Vi você começando e terminando relacionamentos como quem começa e termina uma barra de chocolate. E eu não falei nada. Quer dizer, até agora, porque você é um idiota, sabe que me ama e não faz porcaria nenhuma. Mas enfim, além de estar fumando e chorando, eu também tô bebendo. Bebendo muito, mas nem assim esqueço. Você sabe o quanto me faz falta? Todos os poemas de Vinicius me lembram você, e os toques, os sorrisos, as piadas, são tão sem graça se não há você do meu lado, bagunçando meu cabelo e mordendo meu pescoço. Mas tá bom, tô falando demais, né? Você ainda tá aí? Tô falando tanto e nem reparei se a sua respiração tá no outro lado da linha

- Tô respirando sim (risos).
- (risos) Que bom então. Desculpa te acordar, te dizer tudo isso, na verdade, eu só tô um pouco cansada, esquece o que eu disse, eu nem gosto mais de voc …
- Que horas te busco?
- Agora.
- Tô indo, te amo.
- Vem logo, tá frio. Amo você também.

{Camila Archuleta}

Trilha sonora da leitura, rs:
http://www.youtube.com/watch?v=1OfsZyYPLoI&ob=av3e

.

http://www.youtube.com/watch?v=1Jmsl4E5yy8&feature=player_embedded

Falta.

"Preciso de segurança, de amor, de compreensão, de atenção, de alguém que sente comigo e fale: “Calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos, juntos.” Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Confesso, confesso, confesso. Confesso que agora só espero você."
{c. f. a.}



"É triste saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer, implorar."
{t.b.}

terça-feira, 2 de agosto de 2011

*-*

"E quando você me cansa eu enfio a minha cabeça no fortinho do seu peito, eu que sempre odiei os malhados, e peço a Deus para que eu nunca desista de te odiar tanto assim, porque não pode existir ódio mais cheio de borboletas, notas musicais e passarinhos azuis."
(Tati B.)

sábado, 30 de julho de 2011

Eu vejo a vida melhor no futuro.

"Eu vejo a vida

Mais clara e farta
Repleta de toda
Satisfação

Que se tem direito
Do firmamento ao chão...

Eu quero crer
No amor
numa boa
Que isso valha
Pra qualquer pessoa
Que realizar, a força
Que tem uma paixão...

Eu vejo um novo
Começo de era
De gente fina
Elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim
Do que não, não, não...

Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Não há tempo
Que volte amor
Vamos viver tudo
Que há pra viver
Vamos nos permitir..."

{Tempos modernos - LuLu Santos}

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Não dessa vez. (:

"E você me olha com essa carinha banal de "me espera só mais um pouquinho". Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu. E sempre volta." {tati b.}

quarta-feira, 27 de julho de 2011

.

E tô achando bom, tô repetindo que bom, Deus, que sou capaz de estar vivo sem vampirizar ninguém, que bom que sou forte, que bom que suporto, que bom que sou criativo e até me divirto e descubro a gota de mel no meio do fel. Colei aquele “Eu Amo Você” no espelho. É pra mim mesmo.”


{Caio Fernando Abreu}

Perfeito.

"Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada dois em um: duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável. Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto. Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém."

{John Lennon}

Já passou. (:

"Eu choro e ouço todos dizendo passa, que vai passar . Mas esse é o problema, não quero que passe . Quero ser tua, quero que você seja meu . Quero poder sempre te amar e ouvir o quanto sou amada, quero poder acordar com você me enchendo de beijo ou simplesmente acordar pra ver o quanto é lindo você dormindo . Mas do meu lado, eu quero você do meu lado . Será que ninguém entende ? Tudo bem, tem até uns carinhas legais me procurando por aí, mas nenhum deles sequer tem a capacidade de se parecer um pouquinho com você . Nenhum deles lembra seu jeito doce de encarar a vida e de me acalmar . Nenhum deles me faz rir como você faz . Agora vocês me entendem ? Agora sabem porque eu choro ? Porque não quero que passe . Eu quero poder acreditar que aquela sua jura de amor eterno é verdadeira."
{c.f.a.}

domingo, 24 de julho de 2011


"Eu enfrentaria o mundo com uma mão, se você segurasse a outra."
{C.F.A}

Grite, por favor.

"Talvez, ele passe a mão na barba mal feita e sinta saudade do quanto você gostava disso. (...) ele pode pensar em você. Todos os dias. E, ainda assim, preferir o silêncio."
{C.F.A}

sábado, 23 de julho de 2011

viver.

‎"Aquele abraço era o lado bom da vida, mas para valorizá-lo eu
precisava viver. E que irônico: pra viver eu precisava perdê- lo..."
{T.B.}

sexta-feira, 22 de julho de 2011

.

"Não agüento mais fingir com toda a força do mundo que tudo bem festejar sem você.
(...) Mas eu continuo acreditando na gente, eu continuo acreditando que tudo sem você é distração e tudo com você é vida. Como eu queria agora ir para a sua casa, deitar na sua cama, ouvir a sua voz (...)"
{T.B.}

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Acostumei.

"Eu treinei viver sem você, eu treinei porque você sempre achou um absurdo o tanto que eu precisava de você para estar feliz. De tanto treinar acostumei."
{T.B.}

Boas e Bobas. (:

"Tenho trabalhado tanto, mas penso sempre em você. Mais de tardezinha que de manhã, (...) e com mais força enquanto a noite avança.(...) Boas e bobas, são as coisas todas que penso quando penso em você. (...) Suspiro tanto quando penso em você, chorar só choro às vezes, e é tão freqüente.(...)"
{C.F.A.}

domingo, 17 de julho de 2011

.

''Descobri tantas coisas. Tantas, Tantas. Existe tanta coisa mais importante nessa vida que sofrer por amor. Que viver um amor. Tantos amigos. Tantos lugares. Tantas frases e livros e sentidos. Tantas pessoas novas. Indo. Vindo. Tenho só um mundo pela frente. E olhe pra ele. Olhe o mundo! É tão pequeno diante de tudo o que sinto. Sofrer dói. Dói e não é pouco. Mas faz um bem danado depois que passa. Descobri, ou melhor, aceitei: eu nunca vou esquecer o amor da minha vida. Nunca. Mas agora, com sua licença. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama!''
Fernanda Mello.

AAAAAAAAH!

"Eu quis ele por uma aventura, uma risada, uma distração. Depois quis o colo dele para sempre."
{T. B.}

cuidado, garoto. ;)

"...você me provoca achando que não há perigo. Sem conhecer a força da minha mordida, o tamanho dos caninos, você me provoca, sem esperar a picada, sem saber que ainda não inventaram antídoto pro meu tipo de veneno."
{C. F. A.}

terça-feira, 12 de julho de 2011

Desfaça os nós.

"Crie laços com as pessoas que lhe fazem bem, que lhe parecem verdadeiras. Desfaça os nós que lhe prendem àquelas que foram significativas na sua vida mas, infelizmente, por vontade própria, deixaram de ser. Nó aperta, laço enfeita, simples assim."
{Caio. F. A.}

quarta-feira, 6 de julho de 2011

.

Acho que não precisava ser assim. É tudo tão forte, tão profundo, tão bonito, não precisava doer como dói. Eu não podia apenas sorrir quando me lembrasse de você? Mas acontece tipo assim: lembro do seu rosto, do seu abraço, do seu cheiro, do seu olhar, do seu beijo e começo a sorrir, é assim mesmo, automático, como se tivesse uma parte do meu cérebro que me fizesse por um instante a pessoa mais feliz do mundo, mas que só você, de algum modo, fosse capaz de ativar. Eu sei, é lindo. Mas logo em seguida, quando penso em quão longe você está sinto-me despedaçar por inteira. Sabe a sensação de arrancar um doce de uma criança? Pois é, sou essa criança. E dói. Uma dor cujo único remédio é a sua presença. Então sigo assim, penso em você, sorrio, sofro e rezo, peço pra Deus cuidar da gente, amenizar essa dor e trazer logo a minha cura.
{C. F. A.}
http://dilemasedeliriosdaveel.blogspot.com/2011/06/pior-coisa-do-mundo-e-quando-alguem-faz.html

Sabedoria. :)

"Manter o encantamento de uma vida feliz é dever diário de cada um de nós, pois o maior teste da vida é acordar a cada dia acreditando que será um dia melhor e que, aconteça o que acontecer, estamos corajosamente nos esforçando para fazer nosso destino mais feliz."

terça-feira, 5 de julho de 2011

Coitado.

‎"E eu, finalmente, deixei de ter pena de mim por estar sem você e passei a ter pena de você por estar sem mim. Coitado."
{T. B}

Dói.

"O ciúme é aquela dor que dá quando percebemos que a pessoa amada pode ser feliz sem a gente"
{Rubens Alves}

Esperança!

"As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz - se não tiver, a gente inventa."
{C. F. A.}

Eu.

"Ela é mais que um sorriso tímido de canto de boca, dos que você sabe que ela soube o que você quis dizer. Ela fala com o coração e sabe que o amor, não é qualquer um que consegue ter. Ela é a sensibilidade de alguém que não entende o que veio fazer nessa vida, mas vive."
{C. F. A.}

Renovação.

"Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas… Uma lembrança boa de você, uma vontade de cuidar melhor de mim, de ser melhor para mim e para os outros. De não morrer, de não sufocar, de continuar sentindo encantamento por alguma outra pessoa que o futuro trará, porque sempre traz, e então não repetir nenhum comportamento. Ser novo."
{C. F. A.}

.

"Chegue bem perto de mim. Me olhe, me toque, me diga qualquer coisa. Ou não diga nada, mas chegue mais perto. Não seja idiota, não deixe isso se perder, virar poeira, virar nada…"
{C. F. A.}

Eu adoro.

"Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa. Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera."
{C. F. A.}

Mais um, por favor.

"Nunca, jamais diga o que sente. Por mais que doa, por mais que te faça feliz. Quando sentir algo muito forte, peça um drink."
{C. F. A.}


Deixa pintar.

"Meu coração continua batendo - taquicárdico, como sempre. (...) Amanhã, depois, acontece de novo, não fecho nada, não fechamos nada, continuamos vivos e atrás da felicidade, a próxima vez vai ser ainda quem sabe mais celestial que desta, mais infernal também, pode ser, deixa pintar"
{C. F. A.}

.

"E depois você perguntou: não tem nada meu aí? E eu quis gritar: tem, tem eu. Eu sempre fui sua. Eu já era sua antes mesmo de saber que você um dia não ia me querer" {T. B.}

.

"Eu não quero que seja pra sempre, nem que seja o certo. Só quero que seja." {T.B.}

domingo, 3 de julho de 2011

Cheia.

“Pra não pensar na falta, eu me encho de coisas por aí. Me encho de amigos, bares, charmes, possibilidades, livros, músicas...”
{T. B.}

sábado, 2 de julho de 2011

It's happening again. ¬¬

"Eu não tava nem pensando
mas você foi me pegando
e agora não importa aonde vá:
me ganhou, vai ter que me levar
!"

{Entreolhares - Ana Carolina}

Agora eu quero você.
Eu quero ser a loucura da sua noite e roubar seu primeiro pensamento da manhã.
Eu te quero inteiro, desejo e sentimento. Eu te quero meu.

Menos.

"Aprendi a amar menos, o que foi uma pena, aprendi a ser mais cínica com a vida, o que também foi uma pena, mas necessário. Viver pra sempre tão boba e perdida teria sido fatal." {T. B.}

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Mais.

“Tive medo da sua pressa, que sempre me ofende tanto. (...) Você sempre foi muito bom, mas dificilmente me emprestou seu ombro, seu colo, sua mão, seu olhar carinhoso, seu suspiro, seu sono, sua fragilidade. Tive medo de ser só desejo, porque para mim sempre foi mais."
{T. B.}

quinta-feira, 30 de junho de 2011

u_u

"Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou."
{Pe. Fábio de Melo}

Eu te perdoaria um milhão de vezes.

Louca. (:

"Enquanto trabalho com ar de moça séria e ajuizada, minha cabeça parece uma metralhadora giratória, os pensamentos sendo disparados a esmo: digo ou não digo; fico ou não fico; tento ou não tento? Quem de mim é a sã e quem é a louca, por que ontem eu não estava a fim e hoje estou tão apaixonada, como estarei raciocinando daqui a duas horas, em linha reta ou por vias tortas? (...) Quero e não quero a mesma coisa tantas vezes ao dia, alterno o sim e o não intimamente, tenho dúvidas impublicáveis, e ainda assim me visto com sobriedade, respondo meus e-mails e não cometo infrações de trânsito, sou confiável, sou uma doida. E essa constatação da demência que os dias nos impingem não seria lucidez das mais requintadas? É de pirar.”
{Martha Medeiros}

Viveeer!

"Vai menina, fecha os olhos.
Solta os cabelos. Joga a vida.
Como quem não tem o que perder.
Como quem não aposta.
Como quem brinca somente.
Vai, esquece do mundo
.
Molha os pés na poça.
Mergulha no que te dá vontade.
Que a vida não espera por você.
Abraça o que te faz sorrir.

Sonha que é de graça.
Não espere.
Promessas, vão e vem.
Planos, se desfazem.
Regras, você as dita.
Palavras, o vento leva.
Distância, só existe pra quem quer.

Sonhos, se realizam, ou não.
Os olhos se fecham um dia, pra sempre.
E o que importa você sabe, menina.
É o quão isso te faz sorrir. E só
."

{Caio Fernando Abreu}

Tempestade.

"Eu brinco de mocinha, mas eu sei ser bandida. Eu pareço macia, mas eu sei ser tempestade. E as minhas ameaças são singulares, porque eu não gosto de repetir qualquer outro assunto que não seja amor."
{Rani Ghazzaoui}

Paixão.

"Comovo-me em excesso, por natureza e por ofício. Acho medonho alguém viver sem paixões." {Graciliano Ramos}

quarta-feira, 29 de junho de 2011

I'm falling in love again. (:

"E quando já não sei mais o que sentir por você, eu respiro fundo perto da sua nuca, e começo a querer coisas que eu nem sabia que existiam." {T. B.}

E depois de me debater, de enlouquecer, de negar mil vezes; aqui estou eu de novo com o peito aberto, exposto.
A gente corre o sério risco de machucar a alma quando se permite cativar. Mas eu nem ligo. Prefiro o peito cheio de dor do que vazio. Tenho medo da inércia, meu coração precisa vibrar. Agora que minhas tristezas ficaram para trás, a sensação de que o amor nunca mais aconteceria de novo deu espaço para uma esperança linda que me acalma e sabe que tudo vai ficar bem. Vai ficar, sim. E não demora.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Fim. :D

"E você, inconseqüentemente, me fez ver que seu mundo é pequeno demais para a minha felicidade, para o meu amor e principalmente pra mulher que hoje eu sou." {T. Bernardi}

Happiness.

"Antes de dormir rezei, mas dessa vez não pedi o moço de cavalo branco (carro do ano) e da espada gigante (vocês entenderam), apenas agradeci por estar me sentindo tão inteira, feliz, em paz e, principalmente, por não precisar de ninguém ao meu lado para estar bem. Mas no fundo, no fundo, confesso: pensei também que quanto mais inteira, feliz, tranquila e independente eu for, mais chances eu tenho dele aparecer. Vício é vício." {T. B.}

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Veneno anti-monotonia.

"Para não sofrer eu vou me drogar de outros, eu vou me entupir de elogios, eu vou cheirar outras intenções. Vou encher minha cara de máscaras para não ser meu lado romântico que tanto precisa de um espaço para existir ridiculamente." {T. B.}

Foda-se. :D

"Te amo mesmo, talvez pra sempre. Mas nem por isso eu deixo de ser feliz ou viver minha vida. Foda-se esse amor. E foda-se você."
{T. B.}

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Pra esquecer.


"(...)Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Alem de aqui dentro de mim
...

Agimos certo sem querer
Foi só o tempo que errou
Vai ser difícil sem você
Porque você esta comigo
O tempo todo

E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem...

Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim
Quero ser feliz ao menos,
Lembra que o plano
Era ficarmos bem... (...)

Sei que faço isso
Pra esquecer

Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora..."
{Vento no Litoral - Legião Urbana}

terça-feira, 7 de junho de 2011

sick.


"Lately I'm getting better
Wish I could stay sick with you"
{Foo Fighters - Generator}


terça-feira, 24 de maio de 2011

"Que minha solidão me sirva de companhia."

"que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo."
{C. Lispector}

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Falta.

Sinto falta do seu bom dia, do cheiro da sua respiração, da cor dos seus olhos, de bagunçar seu cabelo, de morder seu pescoço, do seu carinho desajeitado, do toque da sua pele, de te ligar pra contar meu dia e saber do seu, de encostar no seu ombro...

Mais falta ainda eu sinto do anel de noivado, do nosso cantinho, dos nossos 2 filhinhos, do nosso amor, do nosso 'para sempre'... dos sonhos que morreram antes de se realizar.

Eu sinto menos falta que ontem, mais que amanhã...
A cada dia somos menos nós, a cada dia há menos de você em mim.
Eu não quero que passe. Eu não quero esquecer.
O amor é muito triste quando chega no fim.

"Eu quis o perigo e até sangrei sozinho.
Entenda - assim pude trazer você de volta prá mim,
Quando descobri que é sempre só você
Que me entende do início ao fim
E é só você que tem a cura pro meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi"

{Legião Urbana}

"Tô aprendendo a viver sem você...

...Tô aprendendo e não quero aprender"
{Detonautas}

domingo, 20 de março de 2011

Não me cure de você.

"Eu sei, eu sei, o eterno clichê “isso passa”. Passa sim e, quando passar, algo muito mais triste vai acontecer: eu não vou mais te amar.É triste saber que um dia vou ver você passar e não sentir cada milímetro do meu corpo arder e enjoar. É triste saber que um dia vou ouvir sua voz ou olhar seu rosto e o resto do mundo não vai desaparecer. O fim do amor é ainda mais triste do que o nosso fim.

O meu amor está cansado, surrado, ele quer me deixar pra renascer depois, lindo e puro, em outro canto, mas eu não quero outro canto, eu quero insistir no nosso canto.

Eu me agarro à beiradinha do meu amor, eu imploro pra que ele fique, ainda que doa mais do que cabe em mim, eu imploro pra que pelo menos esse amor que eu sinto por você não me deixe, pelo menos ele, ainda que insuportável, não desista."
{Tati B.}

segunda-feira, 7 de março de 2011

domingo, 30 de janeiro de 2011

Olhos fechados.


Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...
e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos."
{Mario Quintana}

Atração.

Gosto de tudo que seja um pouco esquisito e diferente. Tenho uma atração estranha por bandas psicóticas, esquisitas, piradas."
{Kurt Cobain} ♥

O que obviamente não presta sempre me interessou muito. Gosto de um modo carinhoso do inacabado, do malfeito, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão."
{C. Lispector}

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Amor verdadeiro.

Amor é quando você tem todos os motivos para desistir de alguém,
e não desiste.
{W. Shakespeare}

domingo, 16 de janeiro de 2011

Eu.

Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso. Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura. Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista. Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo.Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.
{Caio F. Abreu}

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Me encontrei. :)

Hoje eu acordei numa casa diferente, num quarto diferente, sem nenhuma muleta, sem nenhuma maquiagem, meus amigos estão ocupados, meus pais não podem sofrer por mim. Hoje eu acordei sem nada no estômago, sem nada no coração, sem ter para onde correr, sem colo, sem peito, sem ter onde encostar, sem ter quem culpar. Hoje eu acordei sem ter quem amar, mas aí eu olhei no espelho e vi, pela primeira vez na vida, a única pessoa que pode realmente me fazer feliz."
{Tati Bernardi}